Uvas saudáveisBranco, rosa. Os negros usam uvas para diferentes propósitos. No campo, as uvas são cultivadas principalmente para consumo fresco, sucos e vinho da casa perfumado. Para obter uma boa colheita, você precisa estudar não apenas as regras de plantio e cuidado, mas também aprender os lugares fracos das plantas, seus inimigos e doenças. Para a atenção dos visitantes do site, oferecemos uma série de artigos sobre pragas e doenças de uvas para ajudar a aprender como prevenir doenças no tempo e ajudar seus animais de estimação do jardim. Cada artigo detalha várias doenças e formas de luta efetiva.

Doenças não contagiosas

São doenças da uva causadas por más condições de crescimento e não pela atividade vital de organismos vivos nocivos.

Clorose

Folhas de cacho de uvasExiste uma infecciosa (sobre isso abaixo, em outra seção). Com clorose, as folhas perdem a cor verde devido a uma violação da síntese de clorofila, um pigmento verde. Outros pigmentos nos cromoplastos persistem, de modo que as folhas adquirem uma coloração amarelo claro, cremosa e esbranquiçada. É causado por falta de ferro na planta. A placa em si fica amarela, as veias permanecem verdes por um tempo. Para verificar o diagnóstico, aplicamos uma tira de solução de quelato de ferro (ferro ácido-limão) na folha, um sinal ou símbolo. Depois de algumas horas no local de aplicação, a folha fica verde.

As causas mais comuns de clorose não infecciosa são as seguintes:

  • Salinidade do solo.
  • Umidade excessiva.
  • Excessivo, em comparação com o ferro, o teor de cobre, manganês, fósforo e cal no solo.

Sob tais condições, a absorção de ferro do solo é interrompida, o que leva à clorose. A clorose das uvas é tratada com 3-4 soluções de curativos foliares de preparações de ferro, o mais barato do que todo o ferro vitríolo. É conveniente combinar o curativo com a adição de outros oligoelementos, drogas estimulantes e terapêuticas.

Seca

Na zona de viticultura, nem sempre há uma quantidade adequada de umidade para as plantas. A falta de água é expressa assim.

Shoots – Diminuiu drasticamente o crescimento e o desenvolvimento, as coroas murcham, murcham, murcham.

Antenas – enferrujado, murchar, começando com as extremidades, cair fora.

Folhas – maciçamente amarelo, começando com as margens das folhas inferiores, pode engrossar, enrolar, cair.

Bagas – No início da primavera, o ovário cai. Quando a seca em uma fase de ervilha – murchar e secar, a partir de baixo dos cachos. A seca na fase do recheio causa uma derrota característica: o escurecimento e a aquisição de uma cor marrom de uma parte da baga, como se pressionado por uma unha. Quando descascar, o interior é saudável. Como resultado, as bagas secam como passas, mas, infelizmente, tornam-se não comestíveis.

A seca de inverno é acompanhada de rachaduras no solo, enquanto pequenas raízes são rasgadas.

Gotejamento regar a vinhaMedidas de controle – irrigação e preservação da umidade no solo: cobertura morta; abrigo para o inverno pelo solo; pequeno afrouxamento, a fim de perturbar os capilares da camada superior do solo, o que dificulta a evaporação. É preferível regar a zona da raiz em tubos especialmente cavados: mais econômico e mais eficiente.

Queimadura solar

Comparação de folha saudável e doenteNos meses mais quentes, os cachos de uvas podem sobreaquecer sob os raios do sol. Na aparência, as bagas são como água fervente escaldada, depois elas franzem a testa e secam. Quando tocadas, ficam visivelmente quentes. Folhas como sob o ferro aquecido visitado: murcham verde, com o tempo de bureta. Folhas com pecíolos danificados sofrem primeiro: elas têm um suprimento de água para reduzir a temperatura é difícil. Todo dano é apenas no lado ensolarado do mato, enquanto não há tais imagens com doenças infecciosas. O arbusto tenta proteger, evaporando intensamente a água para resfriamento. Não cresce, não acumula nutrientes.

Medidas de controle. O principal é a presença de uma quantidade suficiente de água, por isso – rega, mulching, a destruição da crosta do solo de pele. processamento. No calor, jogamos toda a “viseira” dos brotos recém-crescidos no lado ensolarado. Você pode cobrir os clusters afetados com tudo o que está disponível: jornais, folhas, etc. Intercropping não é obkashivaem, espere com a orientação da beleza até que o tempo esteja mais frio. Quando bookmarking, selecionamos o espaçamento das linhas para que as linhas se obscurecem bastante.

Doenças infecciosas de uvas

Oídio, (orvalho falsa, pernosporose)

Folha de uva atingida com mofoTalvez a doença mais comum. O agente causador invernos em solos e resíduos de plantas, é resistente a qualquer tempo, persiste por 2-5 anos, e os esporos são transportados pelo vento a 100 km. Na primavera os oosporos germinam, com a ajuda de malabarismos nas menores gotas de umidade (orvalho, rega, chuva) nadam até os estômatos e germinam nas plantas, onde são introduzidos nas células vivas, destruindo-as. O tratamento com fungicidas de contato após a germinação do fungo dentro da planta é ineficaz.

Folha de mofo e uvasApós a introdução do interior da planta, formam-se filamentos finos do fungo – as hifas, à noite órgãos esporóforos estendem-se para fora. Há tantos que para uma pessoa parece um revestimento cinza facilmente apagável na superfície inferior da folha. A parte superior das folhas adquire uma sombra oleosa, inicialmente pequena, com um centro brilhante, as manchas na folha aumentam, fundindo-se gradualmente.

Nas brotações aparecem manchas alongadas amareladas, adquirindo gradualmente uma cor marrom. Bagas afetadas em clima seco – secar, em molhado – podridão e mofo. Com a infecção tardia das bagas perto dos caules, aparecem, no final da baga, amolgaduras cinza-azuladas, que desmoronam, decaem, caem. Perda total de colheita é possível.

Medidas de controle – tratamento repetido com fungicidas.

O primeiro é realizado antes do aparecimento de sinais da doença!

Nós usamos a regra de 3 dezenas: temperatura 10 ˚С, atirar comprimento 10 cm, precipitação precipitação de 10 mm. Condições são atendidas – é hora de processar. Tratamentos subsequentes – dependendo do clima. Em um ano favorável para a doença, o número de tratamentos pode chegar a 6-8 …

Prevenção Primeiro de tudo, a seleção de variedades resistentes. Mas não confie muito nele, não resolve completamente o problema: em anos ruins o desenvolvimento da doença em variedades estáveis ​​e instáveis ​​diferencia-se na tarifa da propagação, um pouco mais pela gravidade e a porcentagem da colheita destruída. Então, você provavelmente terá que processá-lo.

Oídio, ou oídio das uvas.

Bush afetado pelo oídioCom o início do crescimento das uvas, brotos, folhas, que ficam para trás em crescimento, aparecem. Essas folhas estão enroladas. Folhas, bagas, cachos parecem polvilhados com farinha, daí o nome da doença. Este scurf é o fio mais fino do fungo. Para a planta é anexado por otários especiais, chamados de apressórios. Destas, a haustoria, através da qual o fungo se alimenta, é incorporada nas bagas. O crescimento de bagas com a destruição simultânea das paredes leva a rupturas, as sementes são nuas. Nas bordas das hifas, constrições aparecem, estas peças são facilmente destacadas e carregadas pelo vento. Depois de cair sobre outras videiras, brotar e infectar novos arbustos.

Com danos parciais, quando parte das uvas são usadas para vinho, a classificação é necessária com a seleção de bagas danificadas. Caso contrário, o vinho terá um gosto de mofo, conhecedores completamente inestimáveis ​​…

Medidas para controlar o oídio das uvas. A formação adequada e bem ventilada de uvas, a destruição da vegetação nos corredores ajuda a prevenir ou aliviar a doença. Fungicidas e preparações de cobre que ajudam contra o míldio não são adequados para o tratamento do oídio das uvas. Excelente efeito é dado aos preparados de enxofre. Quanto menores as partículas de enxofre, melhor. O enxofre em pó para a polinização deve ser armazenado corretamente, para que não fique grudado nos seios, sempre em local seco. A temperatura durante o processamento é importante. Ar deve ser aquecido até 20 ˚С, caso contrário, não vai funcionar. Ao mesmo tempo, com calor intenso, queimaduras são possíveis, no verão quente processamos as plantações de manhã ou à noite. É bom usar pastas especiais de enxofre coloidal, fazendo misturas de tanques de milodyu e oidium. Neste caso, economizamos tempo e esforço, reduzindo o número de tratamentos.

Antracnose das uvas (olho de pássaro, doença de granizo).

Antracnose de folhas de uva e bagasA doença é ativada após fortes chuvas com granizo, daí um dos nomes. Nas folhas manifesta-se pelo aparecimento de pequenas manchas marrons secas, rodeadas por uma margem mais escura. Mais tarde, o meio do local morre, adquire uma cor cinza, muitas vezes é rasgado. As folhas ficam vazias. Nos brotos aparecem amassados ​​com uma borda escura, os brotos secam, quebram. Manchas semelhantes, cinza-marrom, amassado, com uma borda escura aparecem em bagas. Um pouco como a imagem de um olho de pássaro, que causa mais um de seu nome.

Ramo doente de uvasMedidas de controle. Quando a infecção da uva antracnose é tratada, o tratamento é realizado com preparações de cobre ou fungicidas sistêmicos. A doença não é em vão chamada a doença de granizo, depois de uma forte chuva com granizo imediatamente realizar o tratamento. Não adiar e apesar do tempo após o anterior.

O mato doente de uvasAs uvas precisam do nosso cuidado, caso contrário, é difícil esperar por uma boa colheita. Claramente, isso inclui apenas a pulverização com drogas. Plantação correta, poda, adubação, rega – tudo é importante. Uma planta forte, rica em nutrientes, resiste melhor a qualquer doença.

Combate às doenças da uva – video